Detalhe que faz toda diferença: Apple x Windows x Android

Wednesday, November 14, 2012 – 57 views

— by produtividades

Para início de conversa, não sou designer, ok? Sou Arquiteto por formação. Ganhei a fama, pois vivo criticando alguns detalhes nos programas que são de pura natureza visual. Cada um tem o seu conjunto particular de manias, a minha é ficar caçando “pêlo em ovo” toda vez que me deparo com uma interface diferente.

Deve ser por conta de que eu sempre gostei de desenhar, e a faculdade me tornou uma pessoa ainda mais atenta a esses detalhes, conceitos que eu ia absorvendo lentamente enquanto assistia as aulas chatas de estudo da forma e geometria. Impressionante como as coisas que achamos chatas vão fazendo a diferença nas nossas vidas. Mas vamos ao que interessa:

Neste espaço gostaria de apresentar uma proposta diferente. O objetivo é mostrar a vocês alguns detalhes que podem passar desapercebidos e que tornam a experiência de uso de um aplicativo mais interessante. Começando pelas interfaces. Interface é simplesmente “a cara” do aplicativo, a forma que o desenvolvedor elaborou para que você interaja com a aplicação.

Centralizando o assunto a plataformas móveis (smartphones, tablets etc.) é comum dentro da discussão “iPhone vs. Android” citarem o fato de que em uma plataforma os aplicativos são mais “feios” que em outras. Isto é quase uma verdade, visto que o iOS é produzido pela Apple, empresa com tradição entre os artistas gráficos, que atrai pessoas exigentes por interfaces bem cuidadas, cultivada por anos de desenvolvimento, premiações anuais de software etc… Já o Android não possui esta bagagem e a falta de referências anteriores faz com que não haja um padrão a ser seguido. Se por um lado permitindo maior liberdade, por outro gerando aplicativos totalmente confusos e de difícil interação com o usuário. Mas isto não quer dizer que não existam aplicativos de todos os níveis nestas duas plataformas.

Recentemente, assistimos a Microsoft tentando implantar sua nova interface “vamos-tentar-não-chamar-de-Metro”, um novo padrão de interação com o computador, mas encontra dificuldades por ser justamente novo, não existir nele elementos que nos conecte com elementos do mundo real, como até agora vem fazendo a Apple. Esta última coloca um bloco de notas com formato de um caderninho de anotações, um calendário que simula um calendário e/ou uma agenda de papel, ou um bloco de couro, como no aplicativo find my friends e por aí vai.

Bom, este é um pequeno texto introdutório para os posts que virão, tratando elementos de design, não por um designer, mas por um “cara chato”. Aguardem!


0 Replies – 0 Reposts – 0 Stars


Discussion

Link to Conversation on ADN